Depois de Paris, o Vale do Loire é um dos destinos turísticos favoritos na França. Esta região teve seus dias de glória quando Blois foi capital da França no século XV.

É nesta área que está a maior concentração de castelos por km quadrado ao longo do belíssimo rio Loire e seus afluentes. Esta região é considerada o “coração” ou o “jardim” da França ou Vale dos Reis.

A melhor maneira de se locomover ao longo do vale é sem dúvida de carro. Pois apesar dos castelos não serem distantes uns dos outros, eles são afastados das cidades.

Fomos no inverno e a grande vantagem de se viajar nesta época é a de  não ter quase turista. Éramos os únicos visitantes de alguns castelos e tivemos até um guia exclusivo num deles. A atmosfera dos castelos também é bem diferente nesta época, misteriosa e não menos fascinante.

Por outro lado a grande desvantagem é que alguns castelos estão fechados no inverno, como por exemplo o belíssimo Castelo Usse ( o castelo que inspirou o conto de fadas “A Bela Adormecida” ).

Bem de qualquer forma escolhemos como cidades base Blois e Tours. Acho que só uma já é o suficiente, eu escolheria Blois por ser bem mais histórica e ter um belo centro medieval. Tours por outro lado é uma cidade grande e não tão charmosa quanto Blois.

Perto de Blois fica o maravilhoso Chambord. Sem dúvida o castelo mais visitado do vale.

 loire5.jpg

Já de longe no meio do enorme bosque tão grande quanto Paris, Chambord  aparece ali, majestoso com suas inúmeras torres e chaminés. Mas seu interior também promete muita história, como por exemplo os tetos decorados com a salamandra e as iniciais do Rei François I e a fantástica escadaria dupla central ( dizem ser obra de Leonardo da Vinci ) que permite duas pessoas subirem ao mesmo tempo sem se encontrarem. Suba estas escadas e de cima da terraça se tem uma vista deslumbrante dos arredores do castelo.

loire1.jpg

Depois de Chambord, iria ser difícil outro castelo nos impressionar tanto, mas foi só até ver o castelo Chenonceaux.

loire2.jpg

Este belíssimo exemplo de arquitetura renascentista sobre o Rio Cher é considerado o Castelo das Damas por ter sido residência de rainhas e importantes damas da realeza.

loire6.jpg

Foi aí que morou a amante do rei Henrique II, Diane de Poitiers que mandou construir a ponte com arcos sobre o rio. Depois da morte do rei, a rainha Catarina de Medici expulsa Diane mas continua as obras no castelo inclusive manda construir a Grande Galeria que seria o salão de festas sobre a ponte antes construída por sua rival.

Inclusive a rivalidade chegou até à distribuição dos jardins. Ao se chegar ao castelo do lado direito fica o jardim de Catarina e do esquerdo, o de Diane.

O Azay-le-Rideau também é outro castelo que parece ter saído de algum conto de fadas. Construído sobre o rio Indre, do século XII até o XV este monumento era um forte, foi sómente no reinado de François I com o renascimento arquitetônico é que os nobres da região começam a renovar os interiores e exteriores dos castelos.

loire3.jpg

Seus aposentos impressionam e dá até vontade de morar num castelo destes…. destaque para as escadarias, consideradas o objeto de prestígio deste castelo por apresentar formas inovadoras para sua época.

loire7.jpg

loire8.jpg

Foi no castelo Chaumont que  Diane de Poitiers foi obrigada a viver por mando da rainha Catarina de Médici. Acredito que não foi sacrifício nenhum, pois este chateau apresenta uma posição estratética, a beira do rio Loire no topo da montanha.

loire4.jpg

Eu já havia mencionado aqui que Blois é a cidade que eu escolheria como base, ainda por cima por possuir o Castelo de Blois, na verdade são quatro castelos num só. Na foto abaixo dá pra se ter bem uma idéia do pátio do castelo que é rodeado por várias construções de épocas diferentes, representando distintamente a evolução da arquitetura francesa da Idade Média até o século XVII.

Castelo Blois

 O primeiro castelo foi construído ainda na Idade Média no século XIII. Depois vieram as fases dos reis Luis XII (1503), François I (1524) e do nobre Gaston d´Orleans (1638).

Este castelo foi moradia de reis e rainhas quando Blois era a capital da França entre os séculos XVI e XVIII. Seus aposentos estão cheio de símbolos de todos os nobres que viveram ali.  

Destaque para suas escadarias que dão para o pátio da época de François I.

 Sem sombra de dúvida o Vale do Loire é um lugar riquíssimo em história. Há vários outros castelos tão ricos em detalhes que fica difícil escolher quais visitar. Postei acima os que pude conhecer e aqui vai uma lista dos outros que sobraram quem sabe para uma próxima vez:

Para os adoradores de castelos, este site tem muitas fotos dos castelos franceses.

Outra alternativa para se conhecer o vale por outro ângulo é viajando de balão.

Quanto à hospedagem ficamos no Etap em Tours e Blois. O de Blois é muito bem localizado, 10 minutos a pé do castelo.

Esta região também é muito famosa pelos seus vinhos e  existe uma rota dos vinhedos com visitas às adegas com degustação, mais informações aqui.