Em cerca de uma hora de viagem já estávamos no centro da Sicília. O visual pelos vilarejos e montanhas já sao uma atracao em si. Para este trajeto evitamos pegar auto-estrada, pois nao se curte tanto a paisagem.  
Interior da Sicília

Nao tinhamos nada reservado, mas eu já tinha uma lista de B&Bs/hotéis que poderiam caber no nosso budget/estilo. Ficamos no B&B  AFFITTACAMERE e BED AND BREAKFAST   por 50 euros/casal  na charmosa cidadezinha de Calascibetta ao lado de Enna.      

Na verdade, nosso plano A era ficar em Enna, mas ficamos meio decepcionados com o trânsito, caos e resolvemos ficar na cidadezinha ao lado, menor e mais acolhedora.    

 Calascibetta é uma típica cidadezinha no interior da Sicília, sem nenhuma lojinha de souvenir e como nao poderia deixar de ser, sua melhor atracao é se perder pelas suas ruelas e acompanhar os adolescentes, idosos e famílias se encontrarem na pracinha central.       

Enna é a cidade mais alta de toda a ilha pois fica a 931 metros acima do nível do mar.         

 

Enna

   

Uma das grandes vantagens de  nossa segunda base foi sem dúvida sua posicao geográfica que serviu como base para os outros 3 dias. Nosso primeiro passeio seria Piazza Armerina que fica a 35km  de distância.           

Em alguma estrada a caminho de Piazza Armerina              

 É em Piazza Armerina que fica  o sítio arqueológico Villa Romana del Casale que  pertence a lista da Unesco e é um must para aqueles que gostam de história e arte.    

 Construída entre 330 e 360, esta mansao de 3500 metros quadrados é totalmente coberta por mosaicos de diversas cenas romanas: cacas a animais selvagens, animais da regiao e a famosa “sala de ginástica” ou também chamado “o quarto das dez meninas”.           

Na verdade o que acabou “salvando” os mosaicos por todo este tempo é que houve um deslizamento de terra que soterrou a vila por todo este tempo só sendo descoberta no comeco do século XVIII.       

Sala de ginástica

 Os visitantes caminham em plataformas sobre os mosaicos tudo coberto por vidro, como se fosse uma grande estufa. Da pra se ter uma idéia da imensidao e muito provavelmente do luxo da vila nos seus tempos de glória.   

   

 Muito ainda esta sendo feito na Vila e alguns “comodos” ainda estavam sendo restaurados e portanto sem acesso ao público.   

No dia seguinte rumamos em direcao ao vulcao Etna que será assunto do próximo post!