Dez de cada dez turistas “motorizados” fazem a famosa Rota Dourada que inclui o famoso Geirander Fjord mais a espetacular Trollstigen que por si só já merecem um post separado. Além destas duas atracoes principais a Rota Dourada tem outros
pontos altos.

A Rota Dourada no mapa

Em vários trechos ela só é possível de se dirigir a partir da metade de junho, pois parte dela fica fechada por causa da neve.

Ela comeca na cidade de Lom na estrada R15 até Grotli no comeco das montanhas que na verdade é um hotel com um amplo estacionamento. Depois de alguns quilometros há uma bifurcacao, a nossa rota é a R63 em direcao ao Geirander.

A R63 é uma das estradas mais populares entre os viajantes e nao é a toa. O ponto mais alto da estrada é de 1038 metros. Há também a possibilidade de subir a estradinha Djupvasshytta até a montanha Dalsnibba. Uma das mais espetaculares vistas do Geirander sao de lá. O problema é que o lugar lota com passageiros dos
cruzeiros que também sao levados a este ponto.

A partir dai sao 16 kms descendo montanha com 20 curvas fechadas com visuais
deslumbrantes .

Depois de chegar a cidadezinha de Geirander a estrada continua pela Orneveien com vistas de tirar o folego do Geirander Fjorde  e suas cachoeiras, uma subida de 625 metros até a cidadezinha Eidsdal onde é possível pegar uma balsa ( 15 minutos ) para Linge. Daí a viagem continua passando por Valldal até a famosa Trollstigen até Andalsnes na estrada E136 por Romsdal. Esta última parte é também um ponto alto do roteiro. Trata-se de um vale estreito de montanhas ingremes de 1800 metros de cada lado com várias cachoeiras em todo percurso.

A rota termina em Dombas, mas resolvemos fazer até Bjorli e fazer o caminho de volta,
pois o passeio foi tao sensacional que é impossível nao querer fazer de novo.

As rotas turísticas estao sinalizadas pela flor da foto.

Aguardem no próximo post o “queridinho” dos fjordes: Geirander.