Como já havia mencionado neste post, uma das paradas do passeio foi na cidade de (London)Derry. Esta cidade é a segunda maior da Irlanda do Norte só perdendo para a capital Belfast.

Sem tempo para visitar ambas as cidades? Eu ficaria com Derry sem pestanejar nao só pelo seu charme mas também pelo seu valor histórico pois foi ali que os Troubles aconteceram.

Primeira e segunda foto : cenário do “Domingo Sangrento” em 1972 ( Bogside )

Já o nome em si já um reflexo do que está cidade vive até hoje. Para os católicos irlandeses é simplesmente Derry, já para os monarquistas protestantes é Londonderry em referencia a capital inglesa.

Como “afronta” aos protestantes, há este mural que afirma que a partir deste ponto você esta na Derry livre, sem o domínio inglês. Foi também ali que aconteceu o “Bloody Sunday” quando 14 pessoas foram mortas numa passeata pacífica por soldados ingleses.

Os murais estao em toda esta regiao para relembrar sempre o que aconteceu.

Mas além deste lado negro da história de Derry, ela é uma cidade murada e seu centrinho charmoso dentro das muralhas é uma das atracoes imperdíveis deste lugar

Uma das melhores maneiras de explorar o centro é andar ao longo da sua muralha de 1,5km de extensao.

O centrinho de Derry fica bem no topo de uma montanha.

No meio da caminhada damos de cara com a pequena parte “loyalist” que sao fiéis a rainha e protestantes. Uma vez por ano tem algum membro da realeza britânica ( normalmente Prince Charles ) visitando este bairro, sobre grande escolta de seguranca claro.

Close-up na mensagem dos “loyalists”: Loyalists ainda cercados – nao vamos ceder

Um dia é mais do que suficiente para ficar em Derry .

Foto da prefeitura de Derry – Guildhall – entrada gratuita.

Passamos a noite em Derry e no dia seguinte rumo ao ponto alto deste passeio: Giant´s Causeway.